Fotografar é compreender o outro.
É não querer mudar,
é aceitar as coisas como elas são.
Fotografar é viver.
É saber sentir e ver
que as coisas são de um jeito ou de outro,
o que são... 

Não tem como nem porquê
acharmos que aquilo que pensamos ou julgamos,
seja melhor pra aquela pessoa ou situação.
Tudo está no seu devido lugar.

Tudo é sagrado,
e pra mim, nem tudo deveria ser fotografado.
Como coisas que só os olhos da memória-coração podem ver.

Fotografar também é respeitar o espaço do outro,
é compreender até que ponto o outro quer se mostrar
ou se guardar.
Fotografar é a arte de relacionar-se com o outro
e comigo mesmo.
É saber se ouvir
e ouvir o outro,
os outros.
É uma troca;
Do tipo que todos saem ganhando,
porque transformam o momento, um segundo, rápido, efêmero,
em eterno.

Fotografar é eternizar as relações.
É construir uma história.
É viver.




Foto: Jana Gamba

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.